terça-feira, 30 de março de 2010

Fim de Tarde...


http://img361.imageshack.us/i/afolha5jj.jpg/


E depressa se fez tarde...

Tarde nos meus sonhos,

tarde nos meus dias,

tarde na minha vida...

Anos que se esfumaram,

anos que voaram...

Certezas em incertezas,

alegrias em tristezas...

Recordações?

Ilusões?

Quem as não tem?

Hoje, já virou ontem...

Amanhã... Novo dia...

Sempre algo se inicia,

mais um sonho que se adia...

segunda-feira, 29 de março de 2010

Primavera em Flor


http://carolgilbert.biz/GraphicsCards/PinkCamelias.jpg


Tarde de Domingo, tarde de primavera,

em cada árvore, um rebento, uma promessa,

um botão ainda tímido almejando ser flor,

um botão perdido no meio de tanta cor...


E de mil cores se vestem, se adornam,

de mil cores são nossos sentidos,

e de olhares felizes, quase perdidos,

nos deixamos levar pela flor.


Chamo-lhe japoneira, outros camélia,

no meu jardim das mais belas em flor,

botões de rainha, pétalas de amor.


Deixem-me olhar mais uma vez, e outra vez,

deixem-me anestesiar de tanta cor,

deixem-me ser seduzido pela flor...

sexta-feira, 26 de março de 2010

Acto de Criação


http://acabar.no.sapo.pt/MGangelo.jpg


Procuro meu acto de criação,

meu momento fiel e intimo

onde páginas se viram,

onde palavras nascem, se agigantam,

onde meu ser entra em ebulição.


E esse momento, não tem tempo,

horas, minutos, segundos,

não tem do tempo a noção,

de quão vil é a resignação

sempre que criar não é o momento...


Peço-te tempo do meu tempo,

o engenho, a arte de criar,

a liberdade de em frases voar,

como se o céu fosse o limite,

e o azul eterno, o paraíso...


Ondas de angústia, de tristeza,

coração penoso, triste balançar,

dai-me asas de imaginação,

momentos solenes de criação,

estado de alma a cicatrizar...

quarta-feira, 24 de março de 2010

Será sempre "ATÉ UM DIA..."

A despedida tem sempre seu quê de tristeza, de amargura, de dor...

A despedida, quando esta se torna eterna, acaba por ser um pouco de nós que também nos é retirado...

Lembro já ter passado pela perda de familiares próximos (avós, tios), e sei o quanto custa. Por várias vezes também já soube o que é perder pessoas Amigas e apercebo-me que este ritual se está a tornar cada vez mais assíduo..

Caminhamos para um fim (todos nós teremos um fim), e só falta saber mesmo a data em que se vai dar o desenlace...

Se queremos viver para sempre? Se não queríamos sofrer nem ver sofrer? Tudo isto tem respostas, e entre nós, nem todas seríam coincidentes.

NB: Por não ter as condições mínimas para poder vir até aqui, estive algum tempo sem vos visitar/comentar, e também porque estávamos à espera de um desfecho que já aconteceu...

sábado, 20 de março de 2010

Hora da Partida


http://lh6.ggpht.com/_j8MXD05B090/Scfs0e5BOxI/AAAAAAAAAEo/OaWiEv-365Y/anjo001.jpg


O corpo pede, a mente exige

o fim da dor, do sofrimento,

o martírio de ter de esperar,

que o tempo apague o tempo

que este tempo nos quis dar...


Nascemos, crescemos,

até que um dia morremos,

sem querer, ou por muito querer,

pela impotência do nosso ser...

(Como queria ser Anjo ao nascer...)



(...porque Amigo de família está esperando a partida...)

Dia do Pai

Poderia ser um dia como outro qualquer, mas no fundo sabemos que é um dia diferente para quem os tem, e mais profundo para quem já os perdeu.

O pai, será sempre uma das pessoas que mais marcas nos deixou para a vida, quer em valores, quer em estilos de educação, mesmo que nem sempre mereçam nossa aprovação.

Mas neste dia, e se o pai está por perto, como é bom dar e receber um beijo, um abraço (sim, também sou pai), e sentir felicidade nos olhos e ao mesmo tempo, intimamente pedir que aquele momento se prolongue por muitos e muitos anos.

Para quem já os perdeu, não consigo sequer imaginar a dor no seu coração, mas por certo deve permanecer a lembrança dos muitos bons momento vividos.

Assim, e num dia seguinte ao dia do pai, os meus votos para que o dia de ontem, seja um dia que eu possa confraternizar por muitos e muitos anos com meu pai, com saúde e força de viver.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Mar de Sonhos


http://www.fotodependente.com/data/media/2/31.Sonhando.jpg


Abri meus sonhos, meu mar de sonhos...

E em cada um, gotas de mim,

do que fui e não fui capaz de fazer,

do que disse e o que ficou por dizer...

Meus sonhos...raios de luz cintilante,

ou manchas de sangue no branco chão,

momentos retidos, prendidos, afogados

no mais profundo da minha imaginação...

Meus sonhos...ou talvez não...

quarta-feira, 17 de março de 2010

As Mãos


http://thumbs.dreamstime.com/thumb_270/1211047569Np0uOx.jpg


Minhas mãos são o meu rosto,

e quem as vê e lê, eu aposto

que vê meu coração...

Mãos finas, longos os dedos,

que vagueiam sem medos

no teu intimo, na escuridão...

Assim sou eu, imperfeito,

pedaço de gente com defeito,

coração vadio...como a mão...

terça-feira, 16 de março de 2010

Momentos...


http://farm3.static.flickr.com/2391/2233178220_0f2ceaa716.jpg?v=0


Eu juro que não queria,

mas a jarra pedia,

e eu cortei uma flor...


Minhas mãos se mancharam

(presas até ficaram),

quando sentiram dor na flor...


E meu coração se entristeceu

(penso até que adoeceu),

com a morte da flor.


Perdoa-me pelo acto cruel,

mas eu te juro (e não é só no papel),

que jamais cortarei uma flor...

segunda-feira, 15 de março de 2010

Quanto Prazer....



Edward Maya & Vika Jigulina Stereo Love OFFICIAL VIDEO


Porque aqui chegou o Sol, e esta batida sabe tão bem ouvir...espero que gostem...

Sombras....


http://www.luizberto.com/wp-content/blog2007_arvoredo01.jpg


Sozinho, por entre ladeiras de arvoredo,

só eu e as estrelas do além, e tu Lua

que me fizeste prisioneiro do Amor,

mas que agora me vês só....só com minha dor...

E eu sigo só, como se o só fossem dois,

e minha sombra, a eterna companhia,

alma cega, surda e penosamente fria...


Saudades do tu e eu, juntos, correndo no arvoredo,

gritando para o céu, para o nada,

o que só tu e eu entendíamos, nosso segredo,

dois corações, dose dupla de amor,

infinito querer, mas que um dia perdeu cor....

quarta-feira, 10 de março de 2010

Hoje, Inventei-te...


http://3.bp.blogspot.com/_FaTuptNrlvg/R1PjS3CGr8I/AAAAAAAAAC4/zOb74ThIK38/s1600-R/sonhos-proibidos41.jpg


Hoje, inventei-te...

Pedaço de mim,

cheiro de alecrim,

rasgos de fantasia...

Mundo de sonhos e magia...


E porque te inventei,

logo te registei

num coração de papel,

tendo o Sol por anel,

e a Lua por testemunha...


Hoje, inventei-te,

e cansado me deitei...

(muito de mim te dei)

E se à dor não resistir,

deixa-me morrer...(é a fingir..)

terça-feira, 9 de março de 2010

O Trem


http://rad2008.files.wordpress.com/2008/03/metro4a.jpg


Na paragem em qualquer avenida,

vejo o trem que passa, suave "rodar"...

Dentro, as pessoas são peças,

são volume em catadupa,

são seres manietados,

são seres mal acordados...

E o trem as leva, o trem as trás,

e o ontem já não existe mais...

Quem vai lembrar do seu "navegar"?

O trem também ele "amarrado",

em carris "acorrentado",

não geme, apenas se ouve seu silvar.

Como eu te compreendo trem,

e invejo teu deambular...

Ninguém ousará te desencaminhar...

segunda-feira, 8 de março de 2010

A todas as Mulheres de um Dia...


http://www.agalaxia.com.br/dvd/DVD_preview_imagens/DVD_janeiro_2005/mulheres_perfeitas.jpg


Tímida era a imagem que passava,

de sorrisos parcos, e sem cor.

Mas por Amor, seu corpo clamava,

e em seu coração, fervilhava Amor...


Sua vida no silêncio se perdia,

como se amar fosse contemplação.

Mas como em tudo, chegou seu dia,

e amar, tanto amar, foi sua devoção.


Doce e meigo ficou seu sorriso,

se mirava, se tornando narciso,

e em sorte lhe sorriam mulheres.


Tantas e tantas conheceu e amou,

e em cada uma, sinais deixou,

doces momentos, profundos prazeres...


(por todas as Mulheres que eu Amei...)

domingo, 7 de março de 2010

Para Ti Que És Mulher


http://www.angela.amorepaz.nom.br/grav%20mulher%20e%20rosa%20olga0.jpg


Mulher é encanto e formosura.

É água cristalina, leve e pura,

é o aconchego na noite e dia,

é o desejo, o amor, a alegria...


É o coração nobre que perdoa,

mar de carinhos, alma boa,

é manta de retalhos recozida,

é pedra torneada para a vida.


Em ti fiz meu berço, meu ancoradouro,

que protejo, qual precioso tesouro...

Em ti, minhas lágrimas derramo

quando sofro, e por ti chamo...


Mulher...Mulher é Deusa divinal,

é entranha fértil, maternal,

é desígnio escolhido do Além...

És tu, sim, tu mulher, que eu quero bem...

sábado, 6 de março de 2010

Saudades


http://api.ning.com/files/4tQ81DrnV8ZvWmy9nTzRRElciKPYWCszo9OR-pGMFYpl6BWYQj5dlcXN*kNz*KkanujoNiTIvzeAmOnZ6OL9MLzzGUJANMNx/saudade.jpg


Saudade, saudade

de quem não conheço...

E nem sei se mereço

que me fale verdade,

que me fale ao coração

deste forma tão virtual...


Não sei se bem, se mal

eu sou mesmo assim,

pedaço de gente, amor sem fim,

torrão de açúcar sentimental...

sexta-feira, 5 de março de 2010

Pedras no Caminho


http://static.panoramio.com/photos/original/18081330.jpg


Lentamente subo a calçada,

coçada pelo tempo,

pelos passos perdidos

dos amores floridos,

(e dos amores proibidos)...


A calçada parece me conhecer

e sentir no meu andar, meu ser...

E cada pedra da calçada que eu piso,

se transforma de outra cor

como se visse em mim, o amor...


Pobre pedra, pobre calçada...

Por pensares assim, animada,

o tempo te deixou coçada,

por veres amor, onde não existe nada...

Tonta a pedra...infeliz a calçada...

quinta-feira, 4 de março de 2010

Selo de Amiga



A Amiga Breizh " http://ler-te.blogspot.com/ " ofereceu-me este selo que quero partilhar com outros 5 Amigos, conforme ditam as regras, e que são:

http://essenciaepalavras.blogspot.com/

http://blogrenataeuedai.blogspot.com/

http://lis-costa.blogspot.com/

http://marpoesia.blogspot.com/

http://livinha27.blogspot.com/

quarta-feira, 3 de março de 2010

Pela Amizade...

Teu olhar...teu olhar de sedução

é raio penetrante, perturbador,

é uma onda flamejante de calor,

é um queimar lento em meu coração.


Tento resistir, desviar, não pensar,

mas teu sorriso é um convite,

é um não ter fome e ter apetite

de dizer sim..não...sim... para amar...


Ah, perdição e secreto pecado

de te querer e permanecer calado...

ah, dor perene que me "atraiçou-a"...


Respiro bem fundo, docemente

expio minha dor (coração consente?),

e permanece a amizade...me perdoa...

terça-feira, 2 de março de 2010

No Silêncio da Alma...


http://castelosdeportugal.no.sapo.pt/icones/cast18.jpg


Do meu tempo, da minha vida,

construí um casulo, só meu,

onde não entra ar, não entra luz

nem o som mais belo que houver...

Esse casulo, castelo inventado, sou eu,

onde flutua o silêncio, a paz,

onde leio minha alma, meu ser,

onde me aprendo a conhecer...

Feliz de mim, feliz de quem me ama,

que me conhece, que já viu meu coração,

que se emociona com minha emoção,

que sorri quando o amor chama...

Este meu casulo não tem chave,

não tem porta nem janela,

e só entra, pelo meu olhar, quem sabe,

quem ousou ser minha Cinderela...